Depoimento da INEE sobre as atuais crises

Publicado por
Rede Interinstitucional para a Educação em situações de Emergência (INEE)
Written by
Dean Brooks, Diretor da INEE
Publicado
Tópico(s)
Advocacy
Alterações climáticas
Género
Direito à Educação
Árabe
Inglês
Francês
Português
Espanhol

Ouvimos todos os dias, com o coração pesado, as/os membros da INEE falar de acontecimentos trágicos que ameaçam vidas, meios de subsistência, e o direito humano fundamental à educação. Mais do que nunca, estamos ao lado daqueles e daquelas cujos direitos são ameaçados e negados. Apelamos aos governos e à comunidade internacional em geral a respeitarem o direito à educação de todas as raparigas, rapazes, mulheres e homens, e a proporcionar o acesso a uma educação de qualidade às populações afetadas por conflitos e crises. A rede INEE, com os seus mais de 18.000 membros em 190 países, continuará a defender e a responder a perturbações na educação, e apoiará de forma ativa aquelas e aqueles que trabalham para assegurar que este direito seja continuamente garantido a todas as pessoas. 

As situações de emergência que estão a ocorrer no AfeganistãoHaiti, Líbano, Myanmar, Etiópia, e Madagáscar, bem como nos muitos países profundamente afetados pelas alterações climáticas, a atual pandemia global, juntamente com os conflitos e a violência, são um severo alerta das ameaças que pesam sobre a educação em todo o mundo. É fundamental neste momento voltar a salientar a importância da educação durante as crises e o trabalho que está a ser feito pelos/as membros da INEE em todo o mundo. 

Mesmo antes da pandemia global, mais de 127 milhões de crianças e jovens em países afetados por conflitos e crises não tinham acesso à educação. A continuação da pandemia e as atuais e crescentes crises estão a exacerbar esta inaceitável realidade. Sem maior atenção e apoio contínuo à educação em situações de emergência, nós, enquanto comunidade global, enfrentaremos uma crise sem precedentes. A educação para todas as pessoas deve continuar. A educação tem de ser acessível a todos e todas. A educação tem de ser caracterizada pela qualidade, pela relevância e tem de acontecer em segurança. A educação tem de ser priorizada e protegida como uma questão de carácter urgente. Em particular, o direito à educação para mulheres e raparigas deve ser defendido, bem como o direito a viver livre de violência e discriminação baseada no género. 

Tal como temos feito nos últimos 20 anos, a INEE apoia e ajuda os seus membros e todos os atores e partes interessadas na educação (incluindo o pessoal da educação nos governos e Ministérios da Educação). Oferecemos muitas formas dos membros se envolverem entre si e com o trabalho de prestação de educação em situações de emergência. Oferecemos também uma variedade de oportunidades de aprendizagem e formação, um Serviço de Assistência (Help Desk) de apoio técnico, e centenas de recursos selecionados, em muitas línguas, que estão disponíveis para todas as pessoas, em todo o lado, gratuitamente no website da INEE. Algumas das nossas ferramentas mais utilizadas incluem:

A INEE existe para e por causa dos seus membros. Estamos juntos nisto. O nosso apoio mútuo, o nosso trabalho uns com os outros, e a nossa voz coletiva fazem e continuarão a fazer uma diferença positiva, agora mais do que nunca.

Em solidariedade,

Dean Brooks
Diretor da INEE, em nome do Secretariado da INEE e do Conselho Diretivo da INEE