Evidências

E-Cubed: Envelope Financeiro de apoio à Investigação

O E-Cubed visa fortalecer a base de evidências sobre o que funciona em EeE, apoiando a investigação relevante e útil e disseminando bens públicos globais. A Dubai Cares estabeleceu uma parceria com a INEE em 2017 para conceber e gerir este envelope de apoio à investigação. A INEE coordena os processos de submissão e revisão de propostas, sendo a Dubai Cares a decidir a atribuição de financiamento. Para mais informação, consulte a secção de Perguntas Frequentes.

Chamada à apresentação de propostas:

É com entusiasmo que partilhamos o convite à submissão de propostas de 2021! Prazo para a apresentação de propostas - 10 de outubro de 2021.

Projetos em curso

Consulte esta página para conhecer, de forma resumida, os projetos financiados no âmbito do E-Cubed desde 2017. À medida que os resultados e os produtos da investigação se tornam disponíveis, a INEE irá divulgar e reunir os recursos com o objetivo de partilhar amplamente as evidências, produzidas através deste fundo, para informar as políticas e as práticas.  

IRC na Jordânia
© R. Arnold, IRC

Contextualização

Em 2016, estimou-se que mais de 75 milhões de crianças  necessitavam urgentemente de apoio educativo em contextos afetados pela crise. Apesar dos impressionantes benefícios da educação junto de indivíduos, famílias e sociedades, em contextos afetados por crises, serem cada vez mais reconhecidos globalmente, as necessidades cresceram e  tornaram-se mais críticas. A intensificação da violência em conflitos armados, a expansão das deslocações forçadas e o aumento dos desastres naturais colocam pressão sobre a comunidade humanitária internacional, que enfrenta défices substanciais no financiamento em todos os setores.

À medida que à duração média de uma deslocação forçada ultrapassa, cada vez mais, a duração de um ciclo típico de educação básica, a parcela, notavelmente baixa, do financiamento humanitário internacional destinado à educação não é suficiente para responder às necessidades, sem precedentes, de crianças em contextos afetados pela crise.

Além disso, há uma enorme falta de evidências sobre o que funciona para promover a aprendizagem das crianças nesses contextos desafiantes. Recorrentemente, a Educação em Situações de Emergência (EeE) fica atrás de outros setores na produção de evidências. No entanto, a programação e o planeamento baseados em evidências são vitais em EeE, precisamente porque o financiamento é limitado. Tanto os profissionais, como os doadores devem garantir que o pouco financiamento disponível apoia as intervenções baseadas no entendimento do que funciona em EeE.

Envelope de Apoio à Investigação

Em resposta a isso, a Dubai Cares comprometeu-se a dedicar pelo menos 10% de todo o seu financiamento para a educação em situações de emergência à investigação, aquando da Cimeira Humanitária Mundial de 2016. Este envelope de apoio à investigação intitulado Evidências para Educação em Situações de Emergência (E-Cubed, acrónimo em inglês), concentra-se em gerar evidências sobre estratégias eficazes de preparação e resposta em EeE. O envelope visa financiar investigação rigorosa orientada para informar as políticas e práticas de decisores internacionais e nacionais, agências implementadoras e outros atores locais envolvidos em educação em situações de emergência. O fortalecimento de parcerias entre a academia e as agências implementadoras é uma prática que a Dubai Cares espera encorajar a fim de promover a cooperação efetiva entre os diferentes atores de EeE, garantindo assim que a investigação seja relevante e útil.

O envelope de apoio à investigação E-Cubed contém USD 10 milhões que serão distribuídos ao longo de um período de 5 anos. Ou seja, a cada ano, uma nova chamada a propostas é apresentada com um fundo de financiamento de aproximadamente USD 2 milhões.

Parceria INEE - Dubai Cares

Dubai Cares logo

Em 2017, a Dubai Cares estabeleceu uma parceria com a INEE para desenhar e gerir o fundo E-Cubed. Esta parceria está alinhada com a prioridade estratégica da INEE de garantir, coadjuvar e sistematizar conhecimento, no sentido de informar políticas e práticas. O papel da INEE nesta parceria é o de coordenar o processo de submissão de propostas e revisão de propostas para a Dubai Cares. Para garantir uma revisão rigorosa e imparcial, a INEE convoca um Painel Consultivo independente, composto por formuladores de políticas, académicos e profissionais, que analisa as propostas num processo de revisão anónima. Em resultado deste processo de revisão, um pequeno conjunto de propostas é pré-selecionado com base na sua pontuação geral e recomendações dos elementos do painel consultivo. As propostas pré-selecionadas são, então, partilhadas com a Dubai Cares, que toma a decisão final de atribuição de financiamento. Uma vez anunciada essa decisão final, a Dubai Cares coordena o pagamento de fundos e gere a implementação desses mesmos fundos.

Contatos

Para questões relacionadas com a submissão e avaliação de propostas no âmbito do E-Cubed, por favor contacte a INEE (Sonja Anderson). Para questões relacionadas a atribuição de financiamento e a gestão da implementação dos fundos atribuídos, entre em contato com a Dubai Cares (Nadeen Alalami).