Requisito 3 – Instrução e Processo de Aprendizagem

Os processos de ensino e aprendizagem são centrados no aluno, participativos e inclusivos.

Ações-chave

Os métodos de ensino são adequados à idade, níveis de desenvolvimento, língua, cultura, necessidades e capacidades dos alunos

Ser Notas de Orientação:

Os professores demonstram bom domínio dos conteúdos abordados em sala de aula e competências de ensino, em particular na interacção directa com os alunos

Ser Notas de Orientação:

O processo de ensino-aprendizagem é adequado a todos os alunos, promovendo a inclusão dos mesmos, em particular dos alunos com necessidades educativas especiais, e a redução de barreiras na aprendizagem

Ser Notas de Orientação:

Os métodos e conteúdos leccionados pelo professor são compreendidos e aceites pelos pais e líderes da comunidade

Ser Notas de Orientação:

Notas de orientação
1
Envolvimento activo:

o envolvimento activo dos alunos é importante em todos os níveis de desenvolvimento e em cada faixa etária. O ensino deve ser interactivo e participativo, assegurando a participação de todos. É necessário utilizar métodos de ensino-aprendizagem adaptados ao desenvolvimento dos alunos. Estes podem passar por: trabalhos de grupo, trabalho em projectos, ensino a pares, dramatização, narrativas, jogos, vídeos e histórias. Estes métodos devem ser introduzidos na formação de professores, nos manuais escolares e nos programas de formação. Talvez seja necessário adaptar os programas escolares existentes a uma aprendizagem mais activa.

As crianças aprendem através de jogos e de brincadeiras. A sua aprendizagem deve ser desenvolvida assentando em actividades práticas e de interacção. Jogos orientados permitem desenvolver competências e relações recíprocas entre professor -aluno, e entre os alunos. Os pais e todos os que cuidam de crianças muito jovens, devem ser acompanhados para compreenderem e implementarem:

  • a importância de serem sensíveis e entusiastas em relação às necessidades das crianças,
  • formas de cuidar das crianças mais novas;
  • métodos baseados no jogo, que permitam o envolvimento activo das crianças no processo de aprendizagem e promovam o seu desenvolvimento.
Regressar ao topo da página
2
Barreiras de aprendizagem

Os professores devem possuir formação para dialogar com pais, membros da comunidade, responsáveis educativos e demais responsáveis, sobre a importância das actividades educativas formais e não-formais em contexto de emergência, assim como discutir questões relacionadas com a diversidade e inclusão. O diálogo com responsáveis educativos, pais e membros da comunidade é necessário para assegurar a sua compreensão e apoio para a inclusão, assim como a provisão de materiais.

A associação de pais e professores, direcção da escola e comissão de educação da comunidade, podem ser mobilizados para ajudar a identificar outros obstáculos de aprendizagem e a desenvolver planos dirigidos à comunidade.

Regressar ao topo da página
3
A selecção e métodos de instrução

A educação em situações de emergência e reconstrução deve oferecer aos professores uma oportunidade para uma mudança positiva através da educação formal. Os métodos de ensino podem ser alterados e adaptados ao contexto e devem ser dirigidos às necessidades dos alunos, assim como à sua idade, tipo de incapacidade (se aplicável), direitos e capacidades dos mesmos. Contudo, devem ser introduzidos novos métodos facilitadores de aprendizagem participativa, de forma cuidada e consciente. É necessário ter em atenção que a implementação de novas metodologias pode ser considerada stressante, mesmo para professores experientes, em particular durante a fase inicial da emergência, podendo afectar alunos, pais e membros da comunidade.

As alterações devem ser introduzidas com a aprovação, coordenação e apoio das autoridades educativas, uma vez que pode demorar algum tempo para que a escola e a comunidade compreendam e aceitem determinadas mudanças. É importante assegurar que as preocupações dos pais e dos membros da comunidade sejam dirigidas. Os professores deverão estar familiarizados com os conteúdos modificados, assim como com as mudanças esperadas no seu comportamento e conhecimento.

Ao nível das intervenções da educação não-formal, é possível serem introduzidas aproximações centradas no aluno ao longo da formação e um apoio continuado aos voluntários, animadores, facilitadores e educadores. As metodologias utilizadas devem ser adequadas ao currículo, promovendo as competências essenciais da educação básica, incluindo a literacia, o cálculo e a aquisição de conhecimentos para a vida, relevantes em contexto de emergência.

Regressar ao topo da página

Recursos

Related Resources

Indicadores

Untitled Spreadsheet
Domínio dos Requisitos Mínimos para a Educação Requisito da INEE para Educação Requisitos do Indicador/Programa Esclarecimento Numerador Denominador Meta Desagregação Fonte do Indicador Fonte dos Dados Ferramenta Disponível Fase da Crise Como é que o indicador foi adaptado ou contextualizado? Porquê? Ferramenta utilizada para recolher dados (adicionar ligação) Fonte dos Dados Procedimento de recolha de dados Qualidade dos Dados Utilização dos dados Feedback adicional
Ensino e Aprendizagem Currículos (E&A - R1)
Os programas de ensino relevantes do ponto de vista cultural, social e linguístico são utilizados para oferecer uma educação formal e uma educação não-formal, adequada ao contexto e às necessidades específicas dos alunos e alunas.
3.1 Rácio de manuais escolares por aluno/ aluna Número de estudantes Número de manuais escolares 1:1 Nível educativo
Género
Etnia
Língua materna
Nível socioeconómico
Deficiência
Estatuto de pessoa deslocada
Se relevante
Novo Dados administrativos da escola Guia de Monitorização do Direito à Educação Todas as fases
3.2 Percentagem de espaços de aprendizagem específicos cujo material de aprendizagem cumpre os requisitos mínimos de qualidade Os currículos, manuais escolares e outros materiais de aprendizagem devem ser inclusivos, sensíveis às questões de conflito, transformativos em termos de género, promover a ASE e o AP, etc. O número de espaços de aprendizagem específicos onde os materiais de aprendizagem cumprem os requisitos mínimos de qualidade Número de espaços de aprendizagem específicos 100% Formal vs não-formal Novo Análise do material de aprendizagem Ferramenta necessária Todas as fases
3.3 Percentagem de alunos no ano certo para a sua idade O número de estudantes num nível de ensino apropriado com uma variação até ao máximo de um ano da sua idade Número de estudantes 100% Nível educativo
Género
Etnia
Língua materna
Nível socioeconómico
Deficiência
Estatuto de pessoas deslocada
Se relevante
Novo Dados administrativos da escola Não é necessária qualquer ferramenta; as definições dos RME e os indicadores da INEE são suficientes Todas as fases
3.4 Percentagem de crianças e jovens afetados por crises específicas que beneficiam do desenvolvimento de competências relevantes (ASE / AP / sensibilização para os riscos / educação ambiental / prevenção de conflitos) O número de crianças e jovens afetados por crises específicas que beneficiam do desenvolvimento de competências relevantes (ASE / AP / sensibilização para os riscos / educação ambiental / prevenção de conflitos) O número de crianças e jovens afetados por crises identificadas que necessitam de desenvolvimento de competências relevantes (ASE / AP / sensibilização para os riscos / educação ambiental / prevenção de conflitos) 100% Nível educativo
Género
Etnia
Língua materna
Nível socioeconómico
Deficiência
Estatuto de deslocação
Se relevante
Novo Medidas de resultados de aprendizagem Ferramenta necessária Todas as fases
3.5 Percentagem de espaços de aprendizagem específicos que utilizam um currículo alinhado com os requisitos nacionais Em contextos formais, deve ser utilizado o currículo nacional. Em contextos não formais, o currículo deve ser apropriado e compatível com o currículo nacional. Número de espaços de aprendizagem orientados que utilizam um currículo alinhado com os requisitos nacionais
Número de espaços de aprendizagem específicos
100% Formal vs não-formal Novo Documentação do programa Ferramenta necessária Todas as fases
Formação, Desenvolvimento e Apoio Profissional (E&A - R2)
Os/as professores/as e outros técnicos de educação devem receber formação periódica, relevante e estruturada de acordo com as necessidades e circunstâncias.
3.6 A percentagem de professores/as que demonstram maior compreensão e prática do Papel e Bem-estar doa/ Professor/a; Proteção da Criança, Bem-estar; Inclusão; Pedagogia; Currículo e Planeamento; e Conhecimento da Matéria O número de professores/as que demonstram maior compreensão e prática do Papel e Bem-estar do/a Professor/a; Proteção da Criança, Bem-estar; Inclusão; Pedagogia; Currículo e Planeamento; e Conhecimento do Assunto Número de professores/as 100% Género TiCC Observação em sala de aula, inquérito aos professores/as World Bank's open-source classroom observation tool Teach Todas as fases
3.7 Nível de satisfação dos/as professores/as com a atividade/atividades de DPP em que participaram Número de professores/as satisfeitos com as atividades de DPP em que participaram Número de professores/as 100% Género TiCC Inquérito aos professores/as Ferramenta necessária Todas as fases
3.8 Percentagem de professores/as que relatam sentir-se confiantes na sua capacidade de ensinar eficazmente Número de professores/as que relatam sentir-se confiantes na sua capacidade de ensinar eficazmente Número de professores/as 100% Género TiCC Inquérito aos professores/as Ferramenta necessária Todas as fases
3.9 Percentagem de professores/as e outros técnicos de educação que beneficiam de desenvolvimento profissional de acordo com as necessidades avaliadas Número de professores/as e outros técnicos de educação que beneficiam de desenvolvimento profissional de acordo com as necessidades avaliadas Número de professores/as 100% Género Novo Dados administrativos do programa Ferramenta necessária Todas as fases
3.10 Grau de reconhecimento e/ou certificação do desenvolvimento profissional de professores Número de professores/as cujo DPP é reconhecido ou certificado Número de professores/as 100% Género Novo Documentação do programa Ferramenta necessária Todas as fases
Instrução e Processo de Aprendizagem (E&A - R3)
Os processos de ensino e aprendizagem centram-se nos alunos/as, são participativos e inclusivos.
3.11 Percentagem de professores/as cuja formação incluía métodos para envolver todos os estudantes de forma igual e participativa Número de professores/as cuja formação incluiu métodos para envolver todos os estudantes de forma igual e participativa Número de professores/as 100% Género Novo Inquérito aos professores/as Ferramenta necessária Todas as fases
3.12 Adequação dos métodos de ensino à idade, nível de desenvolvimento, língua, cultura, capacidades e necessidades dos alunos/as Escala 1-5 (1 = baixo, 5 = alto) 5 NA Novo Observação em sala de aula Ferramenta de uso livro do Banco Mundial para Observação de Sala de Aula Todas as fases
3.13 Percentagem de professores/as que utilizam estruturas ou rotinas para gerir mais eficazmente as interações na sala de aula Número de professores/as que demonstram a utilização eficaz de estruturas ou rotinas para gerir as interações na sala de aula Número de professores/as 100% Género Novo Observação em sala de aula Ferramenta de uso livro do Banco Mundial para Observação de Sala de Aula Todas as fases
3.14 Frequência do envolvimento parental nas comunicações que os informam sobre os conteúdos de aprendizagem e os métodos de ensino Número de sessões de envolvimento entre pais/mães e professores/as Por ano A ser definido pelo programa NA Novo Documentação do programa Não é necessária qualquer ferramenta; as definições dos RME da INEE e os indicadores são suficientes Todas as fases
Avaliação (E&A - R4)

São usados métodos apropriados para avaliar e validar os resultados de aprendizagem.
3.15 Percentagem de professores/as capazes de avaliar o progresso da aprendizagem Número de professores/as que têm formação em avaliações contínuas da aprendizagem formativa dos/as estudantes e que as utilizam Número de professores/as 100% Género Novo Observação em sala de aula Ferramenta de uso livro do Banco Mundial para Observação de Sala de Aula Todas as fases
3.16 Grau de utilização da acreditação, certificação e reconhecimento Mede se os resultados de aprendizagem dos/as estudantes são formalmente reconhecidos através de acreditação, certificação ou de qualquer outra forma de reconhecimento. Isto é particularmente relevante quando se concluem níveis, tais como o primário ou secundário Escala 1-5 (1 = baixo, 5 = alto) 5 NA Novo Documentação do programa Não é necessária qualquer ferramenta; as definições dos RME da INEE e os indicadores são suficientes Todas as fases
3.17 As avaliações de aprendizagem estão disponíveis nas línguas maternas Número de línguas em que as ferramentas de avaliação estão disponíveis Número de línguas maternas 100% NA Novo Documentação do programa Não é necessária qualquer ferramenta; as definições dos RME da INEE e os indicadores são suficientes Todas as fases