Sem Educação, Sem Proteção: O que o encerramento das escolas no âmbito da COVID-19 significa para as crianças e jovens em contextos afetados por crises

Na sequência do documento conjunto relacionado com políticas, Ponderar os Riscos, a INEE e a A Aliança aprofundaram o olhar sobre as evidências dos prestadores de serviços de educação e proteção da criança em todo o mundo, incluindo estudos de caso da Colômbia, da República Democrática do Congo, do Líbano, de Ruanda e do Sri Lanka, com vista a extrair algumas conclusões e recomendações globais e específicas para cada país.

O documento de investigação também destaca como os impactos do encerramento das escolas mostram até que ponto as escolas fornecem muito mais do que apenas educação; apoiam também o bem-estar e o desenvolvimento saudável através de apoio psicossocial, acompanhamento espiritual, refeições escolares, encaminhamento para serviços especializados, e oferecendo ainda às crianças e às e aos jovens a oportunidade de aprender e crescer. Sem acesso a estes serviços extracurriculares, as desigualdades existentes são enraizadas e exacerbadas. O encerramento das escolas também fecha a porta ao futuro de algumas das crianças e jovens mais vulneráveis.

Informação sobre o Recurso

No education, no protection cover

Tipo de Recurso

Relatório

Publicado

Publicado por

Aliança para a Proteção da Criança na Ação Humanitárias, Rede Interinstitucional para a Educação em situações de Emergência (INEE)

Tema(s)

Investigação e Evidências
Coronavírus (COVID-19)
Proteção Infantil