Artigo

Nota de trabalho de campo: Incorporando a aprendizagem socioemocional na alfabetização e na formação de professoras/es no Afeganistão

Esta nota de campo contribui para a compreensão dos desafios e das oportunidades de apoio à aprendizagem social e emocional (ASE) na educação em situação de emergência, com um foco especial na incorporação de competências sociais e emocionais na aprendizagem da alfabetização nos primeiros anos da escola primária. No Afeganistão, a realidade atual é que muitas crianças e suas professoras e seus professores foram expostos repetidamente a adversidades e a situações altamente desgastantes, como ataques às suas escolas. Pesquisas mostram que a exposição a crises afeta a aprendizagem e o bem-estar tanto de estudantes quanto de professoras/es. Neste artigo, descrevemos como a ASE foi incorporada , no Afeganistão, no currículo de alfabetização nos primeiros anos e na formação de professoras/es, assim como nos sistemas e nas práticas de apoio à educação. Aprofundamos ainda mais os desafios enfrentados e as lições aprendidas ao longo deste processo. A experiência de integrar a ASE em um currículo de literacia de séries iniciais foi positiva, e o feedback inicial sobre a abordagem sugere uma promessa de que esta prática continue a ser positiva. No entanto, é necessária mais investigação, tanto no Afeganistão quanto em contextos, para compreender melhor o impacto da incorporação de diferentes práticas da ASE em materiais de leitura e salas de aula dos primeiros anos e na formação inicial e em serviço de professores. Nota: Esta nota de campo foi escrita antes da mudança de governo no Afeganistão, que ocorreu em agosto de 2021.

DOI: https://doi.org/10.33682/hxdn-4vbe

Informação sobre o Recurso

Publicado

Publicado por

Journal on Education in Emergencies (JEiE)

Criado por

Susan Ayari, Agatha J. van Ginkel, Janet Shriberg, Benjamin Gauley, e Sarah Maniates

Tema(s)

Aprendizagem Social e Emocional
Literacia e Comunicação

Zona geográfica de enfoque

Afeganistão