Artigo

Nota de campo: desenvolvendo formas culturalmente relevantes de mensurar a resiliência para adolescentes afetados pela guerra no leste da Ucrânia

O apoio psicossocial na educação que é prestado durante as situações de emergência tem frequentemente como objetivo apoiar a resiliência das crianças, mas medidas fortes e contextuais de resiliência são escassas na Europa Oriental. Neste artigo, pretendemos descrever o desenvolvimento e as propriedades psicométricas da primeira medida de resiliência para adolescentes afetados/as pela guerra na Ucrânia Oriental. Utilizámos métodos qualitativos para identificar as principais características culturais da resiliência e, em seguida, utilizámos estes conceitos para desenvolver a medida. Utilizámos modelos exploratórios de equações estruturais para extrair cinco fatores que demonstraram uma elevada consistência interna: apoio familiar (ω=0,89), otimismo (ω=0,87), persistência (ω=0,87), saúde (ω=0,86), e redes sociais (ω=0,87). A análise dos fatores de confirmação sugeriu que um modelo conciso de resiliência se adequava quase tanto aos dados como ao modelo exploratório de modelação de equações estruturais. A medição demonstrou boa fiabilidade no ensaio-reensaio. Neste artigo, discutimos também a importância do desenvolvimento, validação e utilização de medidas de resiliência relevantes a nível cultural para reforçar a implementação de projetos e programas de apoio psicossocial nas escolas, particularmente na Ucrânia.


DOI: https://doi.org/10.33682/wxrd-x8fq

Informação sobre o Recurso

Publicado

Publicado por

Journal on Education in Emergencies (JEiE)

Criado por

Sergiy Bogdanov, Andriy Girnyk, Vira Chernobrovkina, Volodymyr Chernobrovkin, Alexander Vinogradov, Kateryna Harbar, Yuliya Kovalevskaya, Oksana Basenko, Irina Ivanyuk, Kimberly Hook, e Mike Wessells

Tema(s)

Participação Comunitária
Conflito
Investigação e Evidências
Aprendizagem Social e Emocional

Zona geográfica de enfoque

Ucrânia