Revista sobre Educação em Situações de Emergência

Política da Revista sobre EeE

A Revista sobre Educação em situações de Emergência segue as diretrizes éticas estabelecidas pelo Committee on Publication Ethics. O conjunto de autores/as, editores/as e revisores/as da Revista sobre EeE reconhecem e seguem as políticas descritas nesta secção

Diretrizes Éticas

A Revista sobre EeE promove e apoia as práticas éticas na recolha, análise e disseminação de resultados de investigação, bem como de práticas. Especificamente, a Revista sobre EeE defende o tratamento ético de informação e dados relacionados com a componente humana de qualquer investigação, de acordo com os princípios éticos estabelecidos em documentos como as Normas de Avaliação das Nações Unidas de 2005 e o Relatório Belmont de 1979.

  • Respeito pelas pessoas. O conjunto de autores/as, editores/as e revisores/as devem tratar as pessoas envolvidas no processo de investigação como indivíduos autónomos; proteger as pessoas com menor autonomia e aquelas que pertencem a populações que precisam ser protegidas, como crianças e menores de idade, prisioneiros/as, idosos, pessoas com deficiência, mulheres grávidas e fetos.
  • Beneficência. Sendo que a Revista sobre EeE defende os avanços na teoria e na investigação na área, esses avanços só devem acontecer nos casos em que os e as investigadoras, a metodologia utilizada e o processo de investigação como um todo “não causam danos.” As pessoas envolvidas na recolha de dados devem ser protegidas de dano, enquanto a equipa de investigação maximiza os possíveis benefícios para essas populações.
  • Justiça. Os benefícios de investigação e das suas conclusões devem beneficiar a todas as pessoas, sem sobrecarregar indevidamente uma população específica. Além disso, a seleção das pessoas envolvidas no objeto de estudo não se deve basear apenas na conveniência, devido à manipulação, enviesamento, género, raça ou qualquer outra característica que coloque em risco uma população vulnerável.

Consentimento informado

A Revista sobre EeE defende a investigação que garanta o consentimento informado das pessoas envolvidas no objeto de estudo. O consentimento informado garante que

  • a participação da pessoa em causa é voluntária;
  • a pessoa em causa tem um entendimento claro e completo dos procedimentos, riscos e benefícios da participação; e
  • a pessoa em causa entende os seus direitos como alguém que participa na investigação voluntariamente.

O consentimento informado deve ser documentado por escrito ou por meio de consentimento verbal, após a equipa de investigação ter explicado exaustivamente o estudo, respondido de forma completa e honesta às perguntas feitas pela pessoa em causa e avaliado o entendimento da investigação por essa mesma pessoa.

Privacidade e Confidencialidade

O conjunto de autores/as, editores/as e revisores/as devem proteger a privacidade e a confidencialidade das pessoas envolvidas no objeto de estudo e que sejam auscultadas. Durante a fase de recolha de dados, a equipa de investigação deve garantir que os dados recolhidos são seguros e devem ainda proteger as informações pessoais identificáveis que possam ser utilizadas para identificar uma das pessoas consultadas, grupo ou local específico. Uma vez recolhidos os dados, analisados e redigidos, os autores e autoras devem garantir que nenhuma informação de identificação pessoal, que possa ser utilizada para identificar ou localizar uma pessoa ou grupo, é incluída na submissão final do manuscrito. Uma vez publicados, os dados devem ainda ser armazenados de maneira segura, protegendo as pessoas envolvidas no processo de investigação.

Política sobre plágio

A Revista sobre EeE não tolera qualquer forma de plágio. Os dados de fontes primárias devem ser recolhidos pela equipa de investigação ou atribuídos, adequadamente, a uma determinada fonte por meio de uma citação no texto e de uma referência bibliográfica apropriada. As fontes secundárias, literatura — incluindo trabalhos anteriores dos/as autores/as — ou trabalhos que, de outra forma, sejam originais para uma parte que não seja a parte submetida pelo(s) autor(es), devem ser atribuídos à respetiva fonte através de uma citação no texto apropriada e de uma referência bibliográfica. Os autores e autoras devem submeter apenas manuscritos originais que não tenham sido publicados e que não estejam a ser considerados no contexto de outra publicação. Um manuscrito não é considerado original se mais de 25% das ideias ou evidências já tiverem sido publicadas noutro espaço e/ou contexto. Finalmente, a elaboração de hipóteses e o quadro de análise dos resultados também devem ser originais.

Até 2019, a Revista sobre EeE rastreou os manuscritos por meio do software de deteção de plágio Turnitin e, no caso de suspeita de plágio, tomou medidas seguindo o protocolo do Comitê de Ética referido acima, disponível aqui. A equipa de redação submetia os manuscritos à análise do Turnitin duas vezes durante o processo de revisão por pares: (1) depois de passarem na triagem técnica, mas antes da atribuição do/a editor/a, e (2) após a disposição final do artigo, mas antes da decisão quanto à sua publicação.

Conflito de interesses

A Revista sobre EeE não aceita trabalhos com conflitos de interesses que possam comprometer a transparência ou a prestação de contas desta publicação e a sua posição no campo da educação em situações de emergência. Por favor, consulte a Política de Conflitos de Interesse da Revista sobre EeE para obter mais orientações sobre esta matéria:

  • O(s) autor(es) deve(m) garantir que a submissão do manuscrito e o trabalho associado ao mesmo esteja em conformidade com essas diretrizes e padrões éticos de boas práticas.
  • O conjunto de editores/as e revisores/as devem garantir que o trabalho que realizam associado com a Revista sobre EeE está alinhado com as mesmas diretrizes de conflito de interesses e padrões éticos de boas práticas.

Posicionamento no que se refere ao Acesso Livre

A Revista sobre Educação em situações de Emergência é uma revista de acesso livre, de acordo com a definição de livre acesso da Budapest Open Access Initiative (BOAI). Todo o conteúdo está disponível a utilizadores/as e às suas organizações e instituições de forma gratuita. O mesmo conteúdo está disponível no site da Revista sobre EeE. Não existe nenhuma exigência de registo ou login para aceder ao conteúdo da Revista sobre EeE. Esse acesso tem qualquer custo. Os utilizadores e utilizadoras, bem como as suas organizações e instituições podem ler, descarregar, guardar, imprimir, copiar, distribuir e utilizar a publicação, total ou parcialmente, para qualquer finalidade, nos termos da lei, desde que tal finalidade não seja comercial - isto é, que não seja vendida ou disponibilizada perante qualquer pagamento. Além disso, essa utilização não deve "destinar-se ou ser direcionada para benefícios comerciais, ou compensação monetária."  Os/As utilizadores/as devem fazer referência ao(s) autor(es/as) e à Revista sobre Educação em situações de Emergência.

A Revista sobre EeE sugere que os utilizadores e utilizadoras adotem a seguinte referência: “A Revista sobre Educação em situações de Emergência, publicada pela Rede Interinstitucional para a Educação em Situações de Emergência (INEE), está licenciada pelo Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.” Em trabalhos académicos, esta nota deve seguir o estilo de citação recomendada para citações no texto e na lista de referências.

Transferência da Política de Propriedade dos Direitos de Autor

Para manter e promover o estatuto da Revista sobre EeE como sendo uma revista de acesso livre; assegurar a atribuição e citação adequadas do material publicado, e evitar utilizações comerciais do material publicado na Revista sobre EeE, será pedido às autoras e aos autores dos artigos que forem aceites para publicação que celebrem um acordo com a INEE relativamente à propriedade e utilização do seu artigo. Para que o seu artigo apareça na Revista sobre EeE, as autoras e autores devem concordar em transferir a titularidade dos direitos de autor para a INEE. Por sua vez, a INEE publicará a obra nos termos da Licença Commons Attribution-NonCommercial 4.0.

Os termos da licença concedem a todos os utilizadores/as de materiais publicados na Revista sobre EeE, incluindo os autores e autoras de artigos publicados na Revista, uma licença mundial. Esta licença é livre de royalties, não-sublicenciável, não exclusiva, e irrevogável permitindo reproduzir e partilhar material da Revista sobre EeE apenas para fins não comerciais, assim produzir, reproduzir e partilhar materiais adaptados a partir publicados na Revista sobre EeE apenas para fins não comerciais, desde que o utilizador ou utilizadora forneça uma atribuição adequada e apropriada ao(s) autor(es), à Revista sobre EeE, e à INEE.

Pede-se às autoras e aos autores que leiam e aceitem esta política de transferência de direitos de autor e a Licença Creative Commons quando submetem inicialmente o seu trabalho através da PeerTrack, o sistema de submissão de artigos online da Revista sobre EeE.

O modelo de acordo de transferência de direitos de autor da Revista sobre EeE pode ser visto aqui.

Posicionamento sobre a Mineração de Texto

Em conformidade com o seu objetivo de fortalecer o acesso à base de conhecimento sobre EeE, a Revista sobre EeE permite a mineração de texto. As páginas e publicações on-line da Revista sobre EeE são indexadas publicamente na Internet. O arquivo robots.txt do site da Revista sobre EeE permite que os mecanismos de pesquisa rastreiem automaticamente o seu conteúdo (também conhecido como mineração de texto) e que o mesmo apareça nos resultados de pesquisas on-line.

Posicionamento sobre o Arquivo Digital

A Revista sobre Educação em situações de Emergência está profundamente empenhada na preservação das suas publicações. O New York University Faculty Digital Archive (FDA) é o repositório institucional da produção académica hospedada, apoiada e promovida pela Universidade de Nova Iorque e as suas afiliadas, incluindo a Revista sobre EeE. A Universidade de Nova Iorque mantém o conteúdo do FDA permanentemente. Assim como as bibliotecas preservam as coleções físicas de material académico, o FDA traduz o compromisso da Universidade de Nova Iorque de preservar o material académico em formato digital. O FDA utiliza a preservação em nível de bit, o que significa que preserva as informações subjacentes. Os artigos da Revista sobre EeE estão sempre acessíveis para visualização em formato PDF.

Estatísticas sobre Download e transferência de Artigos

As estatísticas relativas aos artigos descarregados estão disponíveis para partilha mediante pedido. Por favor contacte o gabinete editorial através do endereço journal@inee.org

Para mais esclarecimentos sobre as orientações éticas da Revista sobre EeE, conflito de interesses, livre acesso, direitos de autor, mineração de texto, arquivo digital ou política de plágio, por favor entrar em contacto com a redação através do endereço: journal@inee.org.