Investigação Promissora: Propostas pré-selecionadas do E-Cubed, 4.ª Ronda

Publicado por
Rede Interinstitucional para a Educação em situações de Emergência (INEE)
Written by
Sonja Anderson, INEE Evidence Coordinator
Publicado
Tópico(s)
Investigação e Evidências
Inglês
Português

 

Crédito da Imagem: J Arredondo, IRC

Em 2020, o Envelope de Investigação E-Cubed recebeu 173 propostas no total, 139 das quais se enquadram nos critérios do E-Cubed para revisão. A análise completa de propostas e projetos financiados pelo E-Cubed, incluindo áreas temáticas, contextos de investigação e atores que as submeteram, pode ser encontrada aqui. Das 139 propostas revistas, foram pré-selecionadas 15 propostas para revisão em conjunto com a Dubai Cares, acabando por se selecionar 2 propostas para financiamento. As propostas pré-selecionadas abrangem temas, contextos e metodologias de investigação. Para destacar a diversidade e a qualidade entre as propostas pré-selecionadas, as e os candidatos foram convidados a partilhar um breve resumo dos respetivos projetos, e poderá ler alguns destes abaixo. As propostas estão listadas por ordem alfabética por título do projeto. *Nem todos os candidatos/as pré-selecionados optaram por partilhar a respetiva proposta.

Agradecemos a todos aqueles e aquelas que desenvolvem e enviam propostas de investigação para o Fundo de Investigação E-Cubed. Estamos extremamente gratos/as pela sua consideração crítica das principais lacunas de evidências da EeE e pelo seu empenho em colmatar estas lacunas com investigação rigorosa e relevante.

Consulte o contacto principal referido para os respetivos projetos e, caso tenha dúvidas, contacte-nos. Se tiver dúvidas gerais relacionadas com o Fundo de Investigação E-Cubed, entre em contacto com Sonja Anderson através do endereço eletrónico (sonja.anderson@inee.org). 

Modelos Mistos de Desenvolvimento Profissional de Professores/as (DPP) na Educação em situações de Emergência (EeE) – Avaliação da componente de DPP do Projeto de Educação para o Desenvolvimento do Capital Humano na Somália

Fundação Nacional para a Investigação Educativa e SomaliREN

Contacto: Jessica Chu (j.chu@nfer.ac.uk

O quê: O estudo de avaliação proposto, com a duração de 18 meses, visava gerar evidências para apoiar a conceção, o teste piloto e a subsequente implementação de um programa de desenvolvimento profissional de professores/as (DPP), de aprendizagem mista,possibilitado pela tecnologia, para professores/as do ensino primário na Somália.

Por quê: O Ministério da Educação, Cultura e Ensino Superior (MOECHE), em parceria com a Universidade Nacional da Somália (UNS) e o Banco Mundial, estão a desenvolver um programa de desenvolvimento profissional de professores/as, de aprendizagem mista, para melhorar a qualidade da instrução nas escolas primárias em toda a Somália. A avaliação destinava-se a apoiar o programa, mediante a rápida geração de evidências para abordar a questão de como (ou de que formas) a tecnologia pode melhorar a adoção de um programa de DPP de aprendizagem mista na Somália. A avaliação visava gerar resultados aplicáveis ​​a outros contextos frágeis e com recursos limitados, bem como a interrupções relacionadas com a COVID-19.

Como: Esta conceção inclui um método misto de fases exploratórias de recolha de dados sequenciais para produzir evidências para informar os pontos-chave no desenvolvimento do programa, incluindo a conceção, o teste piloto e a implementação. A conceção envolve primeiro a investigação qualitativa da experiência do/a utilizador/a para apoiar a conceção e a criação de um protótipo da intervenção. Isto informa, então, o desenvolvimento de um ensaio de controlo aleatório (RCT) ágil e quantitativo para testar e fornecer dados de 'feedback' rápido para apoiar a implementação inicial do programa. Finalmente, o estudo utiliza estudos de caso qualitativos e o rastreio de processos para construir uma teoria de médio alcance para apoiar a transferibilidade dos resultados para outros contextos de educação em situações de emergência (EeE), a fim de contribuir para uma base mais ampla de evidências sobre a conceção adequada e a eficácia dos programas de DPP com apoio tecnológico nos programas de EeE.

Como Prestar Serviços Educativos em situações de Crise

Universidade de Oxford – Escola Pública Blavatnik

Contacto: Dana Qarout (dana.qarout@bsg.ox.ac.uk

O quê: Este estudo visa avaliar a experiência da Índia com o Programa Distritos Aspiracionais (ADP, na sigla em inglês), um programa de prestação de serviços baseado em resultados que visa melhorar os mesmos nos distritos mais desfavorecidos da Índia, para explorar se esta abordagem de prestação de serviços na educação é uma ferramenta eficaz para melhorar a implementação de políticas e programas. A investigação examina como foi construída a abordagem de operacionalização; que elementos da abordagem resultaram, ao passo que outros não; e que fatores contextuais contribuíram para os respetivos sucessos ou fracassos. A investigação na Índia também examinará até que ponto o ADP ajudou os distritos a lidar com as interrupções na aprendizagem e outros serviços durante a pandemia da COVID-19.

Por quê: Embora a comunidade educativa tenha feito progressos no âmbito da investigação sobre "o que resulta" na educação, ainda existem questões significativas sobre "qual é a melhor forma de implementar" estas soluções.  Um número crescente de governos tem vindo a adotar unidades / laboratórios de operacionalização ou a utilizar abordagens de operacionalização semelhantes para melhorar a implementação de políticas e a prestação de serviços na educação e noutros setores. No entanto, há evidências empíricas limitadas sobre a eficácia e o impacto destas abordagens, especialmente nos países de rendimentos baixos e médios. A pandemia da COVID-19 destacou ainda mais a importância da capacidade dos governos de continuar a prestar serviços públicos e de assegurar uma recuperação equitativa e bem-sucedida. As evidências geradas pela investigação destacarão algumas das ferramentas de gestão promissoras que os/as decisores/as políticos poderiam utilizar para a implementação de políticas e programas capazes de produzir impacto.

Como: Através de métodos de investigação experimental quantitativa e qualitativa, o estudo avaliará tanto a lógica causal do ADP como o impacto da abordagem nos principais resultados distritais em matéria de educação, saúde, segurança e estabilidade económica. Os métodos qualitativos incluem uma combinação de entrevistas semiestruturadas e detalhadas, discussões de grupos de foco, revisão de documentos e dados observacionais com uma variedade de pessoas inquiridas na administração distrital (incluindo burocratas da linha de frente), governos provinciais e o governo federal. Os métodos quantitativos incluem a administração de um inquérito sobre as práticas de gestão e a análise de dados administrativos distritais. Além disso, o estudo explorará a forma como o ADP se adaptou à crise da COVID-19.

Identificar vias de acesso para abordar o impacto da COVID-19 nas reinscrições escolares e resultados de aprendizagem nos acampamentos informais em Nairóbi, no Quénia

Conselho de População do Quénia

Contacto: Dr. Karen Austrian (kaustrian@popcouncil.org

O quê: A investigação proposta avaliará o impacto da COVID-19 na reinscrição escolar e nos resultados de aprendizagem entre raparigas adolescentes em dois assentamentos informais em Nairóbi, no Quénia, seis meses após a reabertura das escolas. Em segundo lugar, a investigação gerará evidências para compreender como a reinscrição e os resultados de aprendizagem são mediados por diferentes canais de aprendizagem à distância a que os e as adolescentes acedem (ou seja, conteúdos de rádio do governo, material digital, 'etc'.). Finalmente, testará uma transferência única de dinheiro entregue às famílias na semana em que as escolas reabrirem para impulsionar a reinscrição.

Por quê: Há uma lacuna de evidências sobre o que resulta durante os encerramentos escolares prolongados induzidos por crises para mitigar a perda de aprendizagem durante o encerramento e assegurar que os e as estudantes, em particular os/as mais marginalizados/as, regressam à escola após a reabertura. Além de um encerramento escolar de 10 meses no Quénia devido à COVID-19, os agregados familiares em assentamentos urbanos informais enfrentaram dificuldades económicas extremas devido à pandemia, o que limitou a sua capacidade de suportar os custos da educação quando as escolas reabriram, no início de 2021. Além disso, as raparigas corriam um risco acrescido de gravidez não intencional durante o período do encerramento da escola, um resultado negativo por si só, mas também uma barreira adicional à reinscrição das raparigas, corroendo a sua oportunidade de adquirir competências essenciais de que beneficiam na vida adulta.

Como: O estudo de 18 meses proposto recolherá dados quantitativos e qualitativos sobre os resultados de educação, literacia, numeracia e competências cognitivas não-verbais. Utilizaremos uma coorte longitudinal de raparigas adolescentes estabelecida em 2015 em dois bairros de lata urbanos em Nairóbi, no Quénia, que foram inquiridas repetidamente, tanto antes como depois do início da COVID-19. Metade das famílias nesta coorte foram designadas aleatoriamente para receber uma transferência em dinheiro no início de janeiro de 2021, para suportar os custos associados à reabertura de escolas. As evidências geradas informarão as decisões de curto e longo prazo dos/as decisores/as políticos que lideram a resposta da COVID-19, e gerarão também evidências para apoiar futuras situações de crise que conduzam ao encerramento prolongado de escolas.

Investigação de modelos de evidências para ação no âmbito da educação em situações de emergência (EeE): Bases de evidências de EeE responsiva e tradução para as políticas em África

Centro Africano para Evidências; Serviços Básicos Eficazes em África; Education Endowment Foundation

Contacto: Professora Ruth Stewart (ruths@uj.ac.za)

O quê: Este projeto pretende investigar e desenvolver modelos para a tradução de evidências fidedignas, relevantes e responsivas, para informar a elaboração de políticas para a EeE em África. Para tal, envolve-se a reunião e seleção cuidadas de bases de evidências de EeE rigorosas e responsivas, adaptadas aos decisores políticos educativos africanos, seguidas do desenvolvimento e do pioneirismo de abordagens para mobilizar rapidamente esta base de evidências em resposta a pedidos de políticas para aconselhamento com base em evidências.

Por quê: A pandemia da COVID-19, e a sua ênfase nas rápidas tomadas de decisão em contextos em mudança, destacou a utilização frequentemente subaproveitada de evidências pelos/as decisores/as políticos em matéria de educação e as consequências negativas resultantes sobre os resultados de educação e desenvolvimento. Para evitar mais danos e desigualdades, são necessários modelos eficazes e escaláveis ​​para a tradução de evidências que proporcionem, aos decisores/as políticos educativos em África, acesso atempado a um conjunto diversificado de evidências.
 
Como: Aplicando métodos de síntese de evidências adaptados ao contexto da elaboração de políticas em África e tornados acessíveis através de 'design interativo na web', este projeto produzirá um mapa de evidências relevantes para as políticas de evidências de EeE em África, bem como um kit de ferramentas de evidências EeE adaptado aos decisores/as políticos africanos. Ambos os resultados servem como uma base de evidências responsivas para facilitar respostas de evidências adaptadas localmente em dois países africanos (África do Sul e Camarões) avaliando três modelos diferentes de tradução de evidências:

  • Sínteses de evidências rápidas contextualizadas para decisores/as políticos, que se baseiam num processo de mineração do mapa de evidências.
  • Conselhos científicos rápidos incorporados e construção de cenários para os decisores/as políticos utilizando o kit de ferramentas de evidências.
  • Relatórios de orientação personalizados para decisores/as políticos com base no mapa de evidências e/ou no kit de ferramentas.

O projeto será implementado através de uma abordagem de coprodução incorporada entre investigadores/as e decisores/as políticos em ambos os países.

Apoio à Aprendizagem na Primeira Infância e Transição Bem-sucedida das Crianças para a Escola durante a COVID-19

Save the Children

Contacto: Mai Farouk (mfarouk@savechildren.org
 
O quê: Um estudo longitudinal de métodos mistos entre locais no Bangladesh, no Brasil, na Colômbia, no Ruanda e no Uganda para testar a capacidade das intervenções de resiliência familiar e infantil para promover a transição bem-sucedida das crianças para ambientes de aprendizagem formal pós-crise.
 
Por quê: A atual pandemia destaca a necessidade de fazer avançar a base de evidências em torno das abordagens, das políticas e de outras estratégias que diminuam os efeitos adversos das crises nas famílias e nas crianças pequenas. Em resposta à COVID-19, os governos e muitos atores não governamentais conceberam estratégias de resposta rápida para a educação. No entanto, a maioria das intervenções não foram testadas de forma rigorosa. A transição para a escola primária é um momento crucial na vida das crianças, estabelecendo os alicerces para a sua experiência de educação formal.  É fundamental construir evidências em torno de abordagens eficazes para apoiar as crianças durante este período crítico.

Como: Este estudo de métodos mistos determinará se as interrupções no serviço, causadas pela COVID-19, influenciaram as trajetórias de desenvolvimento das crianças, as maiores barreiras e facilitadores para que as crianças acedam à aprendizagem formal de qualidade, e quais as intervenções que ajudam a mitigar os potenciais efeitos adversos da COVID-19 no estado de preparação escolar das crianças.
 
A componente quantitativa do estudo centrar-se-á na recolha de uma ronda adicional de dados de crianças e cuidadores/as que participaram em avaliações rigorosas das intervenções do programa de ECCE antes da pandemia de COVID-19.
 
Os dados qualitativos fornecerão informações sobre as condições do macrossistema e do ecossistema que influenciam as crianças e famílias durante a pandemia da COVID-19, e ajudar-nos-ão a desenvolver um quadro no âmbito do qual possamos interpretar os resultados quantitativos e as relações entre os mesmos.

Aprendizagem da Literacia possibilitada pela tecnologia numa Segunda Língua: Evidências do Impacto para um Desenho de Programas Futuro Destinado a Crianças Refugiadas

Imagine Worldwide

Contacto: Dra. Karen Levesque (karen.levesque@imagineworldwide.org

O quê: A investigação centrar-se-á na utilização de um 'software' premiado de literacia em inglês, baseado no 'tablet', numa escola informal da igreja no Campo de Refugiados de Dzaleka, no Malawi, com crianças cuja língua materna não é o inglês. As crianças trabalham nos currículos de literacia baseados no 'tablet' de forma independente e ao seu próprio ritmo.

Por quê: A língua de instrução pode ser um fator de complicação em contextos de pessoas refugiadas. As soluções tecnológicas da educação podem não estar disponíveis na língua principal de muitos/as refugiados/as, e as políticas e práticas de educação dos campos de refugiados/as podem favorecer as principais línguas. Este estudo de eficácia de métodos mistos preencherá lacunas a nível de investigação rigorosa sobre EdTech em contextos de situações de emergência e sobre a aprendizagem da literacia numa segunda língua nestes contextos.

Como: Os investigadores/as realizarão um ensaio controlado aleatório de 5 meses para testar a eficácia do 'software' de literacia baseado no 'tablet' da Enuma, o Kitkit School, com crianças matriculadas nos primeiros anos de uma escola informal no campo de refugiados/as. O estudo proposto irá medir os impactos da aprendizagem suplementar sobre a instrução padrão da instrução da literacia de elevada qualidade, baseada no 'tablet'. O estudo utilizará métodos mistos para recolher e analisar tanto dados quantitativos para medir os impactos da aprendizagem académica, como dados qualitativos para compreender melhor as experiências das crianças na utilização da EdTech em inglês e os fatores que contribuem para os impactos medidos.

Utilização de métodos mistos de investigação de ação participativa para explorar e abordar o impacto da COVID-19 na formação de profissionais de saúde em todo o mundo

InterprofessionalResearch.Global: A Rede Global para a Formação Interprofissional e para a Investigação Prática Colaborativa

Contacto: Dra. Hossein Khalili (hkhalili@wisc.edu

O quê: Pouco se sabe sobre os efeitos a médio/longo prazo das crises e pandemias sobre a educação de profissionais de saúde (PS) em geral, e na educação interprofissional (EIP) especificamente. A COVID-19 chama a atenção para o papel crucial dos sistemas de prestação de serviços de saúde como base em equipas colaborativas que requerem programas aprimorados de EIP. A interrupção em larga escala devido à COVID-19 apresenta uma oportunidade para investigar as estratégias de preparação (capacidade / adaptabilidade) e de resiliência (bem-estar / sobrevivência) que estão a ser utilizadas em todo o mundo. Assim, podemos minimizar o impacto da pandemia de COVID-19 na EIP e na prontidão de prática colaborativa da próxima geração de profissionais de saúde, o que poderá salvar milhões de vidas no futuro.  

Por quê: Este projeto visa explorar e abordar o impacto da pandemia de COVID-19 na formação global de PS, ao mesmo tempo que destaca as disparidades e interrupções regionais. O objetivo é facilitar o desenvolvimento de contextos educativos conducentes à promoção de redes em todo o sistema e partilha de conhecimentos e melhores práticas em educação interprofissional em situações de emergência (EIPeE). Prevemos o desenvolvimento, a implementação e a avaliação de um Modelo de EIPeE para melhorar a preparação e a resiliência de estudantes, faculdade / educadores/as, e das instituições, juntamente com as respetivas redes regionais, para a COVID-19 e futuras pandemias e situações de emergência.

Como:Uma abordagem de métodos mistos, utilizando a Investigação-Ação Participativa (IAP) (vertente qualitativa) e conceção quase experimental (vertente quantitativa), a ser utilizada para explorar e abordar: 

  • diferenças e prioridades regionais e contextuais na resposta ao impacto da COVID-19 na EIP;
  • preparação e resiliência de estudantes, faculdade / educadores/as e instituições para dar continuidade ao ensino e aprendizagem durante situações de emergência; e
  • desenvolvimento, implementação e avaliação de um ou mais modelos de EIPeE que abordem as necessidades e prioridades de preparação e resiliência entre estudantes, faculdade / formadores/as, e instituições regionais e globais de PS.

Um projeto IAP de 9 etapas que utilize a Investigação Apreciativa (IA) é adequado, uma vez que este estudo se concentra em mudanças sociais específicas do contexto, iterativas e centradas na advocacy. O desenho quasi-experimental inclui uma experiência de seleção natural / de campo que examina as instituições (e os/as estudantes / a faculdade) que vivenciaram uma transição difícil durante a pandemia de COVID-19 como a intervenção, com outras instituições (e respetivos/as estudantes / faculdade) que vivenciaram uma transição mais suave como grupos de controlo.  

*Saiba mais sobre o E-Cubed, incluindo critérios de seleção e processo de revisão, aqui. Se tiver questões sobre o Fundo de Investigação, contacte Sonja Anderson através do endereço eletrónico (sonja.anderson@inee.org